Veículos autônomos e trânsito inteligente

veiculos autonomos e transito inteligente

Acho que é muito simples entender que estamos evoluindo muito rapidamente. Soluções em mobilidade, veículos autônomos e trânsito inteligente pode ser o que precisamos para evitar o colapso das nossas maiores cidades.

Não faz muito tempo que esse movimento começou, mas ainda acho que temos um bom caminho a percorrer, principalmente nos países menos desenvolvidos como o nosso.

Muitas empresas tem feito iniciativas desconexas, investindo muito em modelos que temo não serem viáveis, dado a quantidade de processamento e necessidade de miniaturização dos equipamentos para se tornarem viáveis, economicamente e também práticos para uso em todos os tipos de veículos automatizáveis.

Trânsito inteligente

Me parece que o pulo do gato está num misto entre:

  • Sinalização viária
  • Processamento de dados
  • IoT

Creio que parte do processamento envolvido possa ser simplesmente “recebido digerido” pelos nossos sinais viários de orientação de trânsito (placas), pelos mecanismos de controle automáticos de trânsito (semáforos, leitores, etc), e ainda pelo uso massivo de dispositivos com IoT embarcada.

Mas quais tipos de veículos podem ser autônomos?

  • Carros
  • Caminhões
  • Ônibus
  • Navios
  • Trens
  • Drones*
  • Aviões
  • Elétricos e híbridos

Praticamente todo tipo de veículo. Tendo a acreditar que teremos inicialmente navios, trens e caminhões sendo totalmente (ou quase) automatizados, pois não tem tanta limitação de espaço físico, bem como o tipo de transporte facilita a sua completa automação, bem como o investimento adicional na automação é uma pequena parcela do investimento total nestes tipos de transporte.

Ainda que possamos chamar de drone qualquer coisa automatizada de certa forma. E alguns veículos elétricos já disponíveis no mercado tem inclusive excelentes sistemas de piloto automático. Então o primeiro passo está dado.

Muita pesquisa acontecendo

MIT: Muita coisa tem sido pesquisada lá neste sentido, mas o que eu li e mais gostei são sistemas que permitirão remover os semáforos das ruas (daqui a bastante tempo é claro), acho que neste aspecto tem muita coisa interessante e promissora sendo pesquisada. Isso tudo vai permitir filas menores e tempo de espera reduzido.

Quem está investindo pesado?

  • Google
  • Ford
  • Uber
  • Volvo
  • Lyft
  • Toyota
  • General Motors
  • BMW
  • Tesla
  • Mercedes Benz
  • Nissan
  • Honda
  • Mobileye
  • Delphi
  • Self-driving coalition

A Ford, Google, Uber, Lyft, and Volvo criaram a pouco tempo a Self-Driving Coalition for Safer Streets, um grupo de empresas queridas e preocupadas conosco e com o futuro de tudo o que estamos falando aqui.

Outros dirão que é um grupo lobista fortemente armado. O tempo dirá o que isso vai ser.

A Mobileye e a Delphi também anunciaram parceria e carro já para 2019!

O Uber também está tentando alguma coisa neste sentido, afinal este modelo de negócios que desestabiliza setores inteiros, pune seus próprios motoristas e deixa usuários parcialmente satisfeitos está com seus dias contados.

Ride sharing ou car sharing?

Problemas que precisam ser resolvidos

  • Interação com humanos: Uma infinidade de sensores e dispositivos serão instalados em tudo o que é tipo de coisa, desde veículos, mobiliário urbano e dispositivos, visando facilitar a interação entre nós e essas máquinas maravilhosas, mas temos que pensar no aspecto da privacidade individual por exemplo, quais dados meus permitirei que sejam trocados com sistemas e dispositivos?
  • Ética e moral: Dê uma verificada na Moral Machine do MIT, para ter uma ideia da complexidade do problema que temos que enfrentar, quem deve morrer primeiro no caso da máquina ter que escolher, você, o pedestre, outro motorista?
  • Leis: Temos uma infindável quantidade de lobistas agindo neste momento para “facilitar” e afrouxar as amarras da lei para o desenvolvimento de tecnologias e aplicação de seu uso massivo no mercado;
  • Segurança e direção defensiva: Será que deixando a cargo das máquinas não vamos perder essas habilidade com o passar do tempo?
  • Custo e disponibilidade: E os recursos necessários para se manter toda essa infraestrutura funcionando e disponível, quem vai pagar a conta?
  • Processamento necessário para segurança: Grandes volumes de dados precisarão ser armazenados e processados, além de serem descartados. Como isso vai ser controlado?
  • Tráfego de dados: O CEO da Intel Brian Krzanich profetizou recentemente que uma pessoa em média gera um tráfego de 6 a 700 MB por dia, e em 2020 vai gerar até 1,5 GB por dia, enquanto um veículo autônomo vai gerar 4.000 GB por dia, então como essa coisa toda vai trafegar?

Como isso vai afetar as nossas vidas?

  • Consumo de energia e recursos
  • Economia de tempo
  • Aumento da interação entre pessoas
  • Redução de acidentes e fatalidades
  • Menos congestionamentos
  • Carros serão menos indicadores de status

O que esperar dos veículos no futuro?

  • Mais leves
  • Mais inteligentes
  • Mais econômicos
  • Seguro mais barato
  • Mais baratos
  • Estacionamentos mais inteligentes, menores e mais baratos

E no que eu acredito?

Acredito que não tem volta, só não podemos ficar novamente na mão de poucas empresas controlando todo o ecossistema.

Gustavo Tagliassuchi

Velha ave de rapina, estudioso da web e seus desdobramentos, nerd, micreiro, pai dedicado de três filhos (um é peludo), marido esporádico, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro digital, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, profundo admirador do WordPress, ouvinte das músicas dos anos 80, sobrevivente do colesterol alto e corredor muito muito amador.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *